Voleibol: As regras do jogo

O voleibol é um esporte criado em 1895 nos EUA, com a finalidade de oferecer um esporte coletivo sem contato físico para as aulas de educação física. O jogo acontece dentro de uma quadra dividida ao meio por uma rede, com duas equipes de seis jogadores de cada lado. O objetivo do jogo é passar a bola para o lado da quadra adversária, cada equipe deve tentar fazer a bola tocar o solo do outro lado, ao mesmo tempo em que é necessário impedir a equipe adversária de fazer o mesmo.

Essa breve explicação faz o jogo parecer fácil, mas na prática sabe-se que existe muita complexidade nem sua execução. O vôlei deve ser observado e jogado com muito cuidado e atenção, pois possui regras rígidas.

Foto de: Camila Portela

  • A QUADRA

A quadra onde as partidas de vôlei acontecem deve medir 18 metros de comprimento por 9 metros de largura, sendo dividida ao meio por uma rede de 9,50 metros de comprimento e 1 metro de largura, suspensa a uma altura de 2,43 metros do chão para os jogos masculinos, e 2,24 metros para os jogos femininos. Além disso, a rede conta com a antena que tem a função de delimitar por onde a bola pode passar para o outro lado da quadra. Essa antena tem 1,8 metros de extensão, 10 milímetros de diâmetro e fica a 80cm acima da parte superior da rede. O piso da quadra deve ser liso e com cores vivas para identificação de áreas.

Zona de Ataque: É a área onde os jogadores podem atacar, a qual corresponde a 3 metros para cada lado da rede.

Zona de Defesa: Corresponde a 6 metros para cada lado da quadra após a zona de ataque, onde os jogadores podem rebater e defender as bolas de ataque do time adversário.

Linhas Laterais e Linhas de Fundo: Essas linhas servem para delimitar a quadra de jogo.

Zona Livre: Espaço da quadra onde os jogadores podem defender e passar a bola.

  • A BOLA

A bola utilizada em todos os jogos deve ter de 65 a 67 cm de circunferência, com peso de 260 a 280 gramas e coberta por uma capa de couro flexível ou sintético comportada por uma câmara interior inflável de borracha.

  • OS ÁRBITROS

Primeiro árbitro: Deve ficar na parte superior da rede para conseguir ter uma visão geral do jogo. A ele competem as decisões finais sobre a partida.

Segundo árbitro: Fica em pé no lugar oposto ao do primeiro árbitro. Ele controla o tempo, as faltas, o apontado, as invasões e as posições dos jogadores.

O apontador: Responsável pela ordem de saque dos times, da súmula e dos pontos. Ele fica atrás do segundo árbitro.

Juízes de linha: São de dois a quatro juízes que ficam em pé na área livre, posicionados em até 3 metros de distância de cada ângulo da quadra. Eles têm a função de apontar se a bola caiu dentro ou fora das linhas de delimitação da quadra.

  • OS JOGADORES

Cada time pode tocar três vezes na bola até que ela passe para a quadra adversária e um único jogador não pode dar dois toques, nem dois jogadores podem tocar na bola ao mesmo tempo.

Levantador: É o jogador que deve preparar as jogadas de ataque.

Líbero: Jogador que deve recepcionar bem os saques e defender os ataques, de forma a passar a bola para o levantador.

Ponta e Oposto: Tecnicamente os jogadores mais fortes e ágeis para conseguir atacar pelas pontas ou saltando de trás da linha de 3 metros.

Meio: O jogador de meio de rede é geralmente o mais alto do time, que deve ser bom em bloqueio e ter velocidade para o ataque.

  • O POSICIONAMENTO

O rodízio dos jogadores deve ser feito sempre que sua equipe ganha o direito de sacar, ou seja, quando o time faz um ponto. E então, o chamado rodízio é feito no sentido horário.

  • OS FUNDAMENTOS

Saque: É o movimento que inicia a partida e reinicia o jogo a cada ponto marcado. Neste fundamento, que cada vez mais é considerado um princípio de ataque, o jogador fica atrás da linha de fundo, em qualquer posição e tenta passar a bola para o outro lado da quadra na tentativa de um “Ace” (ponto direto de saque) ou de pelo menos dificultar a recepção do adversário.

Recepção: Movimento realizado pelo jogador logo após o saque do adversário. Normalmente o toque é feito de manchete, mas também pode ser uma única mão ou até mesmo as duas. Quanto mais precisa for a recepção para o levantador, melhor será o ataque da equipe.

Levantamento: É o passo que antecede o ataque. Normalmente este toque é feito com as duas mãos acima da cabeça, mas em casos isolados, o levantamento também pode ser realizado por manchete.

Ataque: Também conhecido como cortada, este é o movimento no qual o jogador, seguido de um salto, dá um golpe rápido e forte na bola com o objetivo de colocá-la no chão da quadra do adversário. Este fundamento exige muita técnica e precisão, além da força e velocidade.

Bloqueio: É a defesa feita junto à rede após um ataque. Este tipo de defesa tem como objetivo maior diminuir a velocidade da bola ou impedir que ela passe. O bloqueio pode ser simples, duplo ou triplo.

Defesa: A defesa é o movimento executado pelo jogador após um ataque passar pelo bloqueio, a fim de não permitir que a bola toque no chão e facilite um contra-ataque.

  • O JOGO

O vôlei é disputado em cinco sets. Então, quem ganhar três sets primeiro vence a partida. Para vencer o set, com exceção do “Tie Break”, a equipe deve fazer 25 pontos com vantagem de pelo menos dois pontos, ou seja, se o jogo estiver 24 x 24, a primeira equipe que abrir diferença de 2 pontos vence o set. E no caso de empate no set, acontece então o “Tie Break”, que a única diferença dos outros quatro sets é que ele finaliza no primeiro que fizer 15 pontos com contagem de 2 pontos.

No caso de uma equipe não aparecer, o jogo é declarado como desistente, e o time que não compareceu perde de 3 sets a 0, sendo o placar de todos eles 25 x 0.

A bola só é considerada fora quando toca o chão fora das linhas que demarcam a quadra, o teto ou uma pessoa que não faz parte do time. Além disso, a bola pode ser recuperada na zona livre da quadra adversaria quando necessário e pode tocar qualquer parte do corpo do jogador.

Cada equipe deve ter 6 jogadores em quadra e 6 no banco de reserva, e a posição inicial deles indica a rotação deles durante o jogo, sem poder alterar sua posição. O jogador da defesa pode tocar na bola dentro da zona de ataque apenas quando, no momento do contato, a bola não estiver acima da borda superior da rede. Já quando o jogador está no bloqueio, o fundamento não pode ser feito no espaço do adversário, devendo assim respeitar a divisão de rede e esperar que o adversário conclua o ataque para que o bloqueio seja feito.

Já no caso do saque, ele deve ser feito em até 8 segundos depois que o árbitro autoriza. E, por fim no caso de retardamento no jogo, seja ele causado por jogadores ou comissão técnica, será dada uma advertência e, a partir do segundo retardamento, a equipe perderá pontos por cada atraso.

Fonte: Regras Oficiais de Voleibol - 2015-2016 (PDF)

#vôlei #regras #voleibol #fundamentos

Posts Em Destaque
Posts Recentes